Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 31 de outubro de 2010

HALLOWEEN

Decidiu comemorar o dia das bruxas da melhor maneira.

Foi até Salem, a norte de Boston, no Massachusetts. 

Tinha lá estado há uns anos atrás, na mais famosa cidade das bruxas, mas longe do dia 31 de Outubro.

Ficara-lhe a curiosidade e o desejo de viver uma verdadeira noite de bruxas, bruxarias, encantamentos, magias e de medos.


E foi... desta vez decidiu-se.

Recuou à Idade Média, trajou-se de mago Merlin, encarnou o espírito da Távola Redonda, do Rei Artur e da espada Excalibur, acompanhou-se de um livro grosso, de capas duras, onde tinha escritas, e anotava, as magias, as poções, os rituais, os encantamentos... 

Chegou no momento em que o conselho dos magos e das bruxas se reunia numa roda, sob a presidência do mago chefe; no meio da roda o caldeirão, sobre um lume vivo, um vapor arroxeado saindo da fervura da poção, um cheiro a enxofre misturado com mirra, e o mago chefe a falar... em bruxês.

Vozes concordantes, murmúrios discordantes, e o mago chefe, auxiliado pela bruxa Utopia, à medida que falava, ia temperando aquela poção com escamas de víboras, pedaços de pele de sapo, algumas unhas de morcego, dois ou três dentes de caracol babado e Mandrágora, muita Mandrágora.

O tom da discussão ia subindo, as divergências quase ao rubro, os magos a contradizerem as bruxas e estas a entrarem em histeria, a fazerem soltar faíscas das suas varas de azinho, incendiando o ambiente. Raios, coriscos, trovões e uma chuva ácida a cair no meio daquela roda alucinada.

Até que a poção ficou pronta e o mago chefe a foi distribuindo por todos... E teve efeito quase imediato e a discussão acabou com um acordo comum. A roda desfez-se e as bruxas e os magos saíram contentes da roda em alegre cavaqueira.

Enquanto ali estava, naquela roda de bruxas e de magos, lembrou a discussão do orçamento... Será que já tinha  acabado? Será que teriam chegado a algum acordo?



Sem comentários: