Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 17 de outubro de 2010

E AGORA?

Já saiu, um parto difícil, prolongado, com ventosas, cesariana e saiu um perfeito aborto. Uma lástima, uma desgraça, um aperto, um sufoco... este orçamento. 

E agora?

Como vai ser daqui para a frente? Como vai o povo subsistir? Como vamos viver com dignidade?

Porque é que os responsáveis de tudo isto, os que andaram durante anos a enganar o povo, a dizer mentiras, a encobrir realidades, a esbanjar dinheiro em empresas públicas, a dar tachos à clientela, a pintar o negro de cor de rosa, porque é que não vão presos?  Porque é que não vão para a cadeia como delinquentes? Porque é que o responsável, não é expulso daqui p'ra fora?

Será que a política perdoa tudo? Será que a democracia, esta democracia, premeia? 

E os outros? A classe trabalhadora? Vai ter de pagar os fatos Armani do sócrates?, as viagens de avião dos ministros apressados?, os ordenados dos gestores que  ganham milhões?, os carros do estado ao serviço sabe-se lá de quem?, os prejuízos dos institutos das estradas de Portugal, das águas e de todos essas empresas públicas?, da Refer?, o gasóleo verde para a Mota-Engil?, os mini-impostos da banca?

Acho que chega. Basta. Acabem com a corja, acabemos com a corja!

Gosto do nome, corja... tem muito de asco, de nojo, de vómito... 

Por isso CORJO-ME para este governo de M...



1 comentário:

Filomena disse...

Raul não podia estar mais de acordo consigo! De facto ninguém fala na responsabilização dos governantes sucessivos que estão a levar o país à falência...é urgente criar um tribunal só para estes casos! E de rápida resolução.