Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

CALOR

Voltou de novo, como uma vaga invisível mas sentida, a insuportar os estares, a incomodar os corpos, a obrigar a procura do fresco provocado por uma ventoinha, a fazer rodar o botão do ar condicionado para o máximo do frio.

Nesta altura do ano, pelos dias 24/25 de Agosto, até costuma chover. Quase sempre é assim, com ou sem trovoada! Mas este ano não. Choveu e nevoou na véspera e deu um acidente, dos grandes, como na América.

Estranho, este calor que, como dizia o Régio "esfarela os ossos", facilita incêndios, dá mal estar e pede, de novo, a praia com águas frescas.

Mas, como ainda estamos de Verão, não deve haver lugar a queixas, só se o tempo estivesse frio.

E que tema de conversa, ou de desconversa é mais cobiçado se não o do tempo? É porque está frio ou está calor, porque chove ou porque faz sol, porque venta ou porque o ar está parado...

E já agora, será que não estou para aqui a desconversar?

Sem comentários: