Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O TRÂNSITO


É o sol, ao meio dia, sem nuvens, sem obstáculos diante dele, a iluminar-nos o dia no seu esplendor de uma manhã de Dezembro.

Um senão! Um pixel avariado na máquina digital, aquele ponto negro? Aquela pequena mancha ali, entre as cinco e as seis, a atravessar-se diante do sol?

Não. Aquele ponto negro apareceu na imagem solar perto das sete horas e continuou, num movimento ascendente da esquerda para a direita, até desaparecer pelas 3 horas. Demorou umas  6 ou 7 horas nesse trajecto.

Não é um cisco, nem uma mancha solar.

Tão simplesmente o planeta Vénus, a passar, displicentemente, diante do sol no seu chamado "Trânsito de Vénus".

Maravilhas desta natureza astronómica, que nos fazem pensar na nossa pequenez, na nossa insignificância, um infinitamente pequeno num infinitamente grande... na realidade, um cisco!

(Foto foi tirada pelo autor, em plena Lisboa, em 10 de Dezembro de 2004, perto do  meio dia.)

1 comentário:

isabel mendes ferreira disse...

a maravilha captada com os olhos da alma.


bom dia!!!!