Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 31 de março de 2010

FACE OCULTA (DA LUA)

Ela: Sabias que quando um pinguim encontra sua companheira, eles vivem juntos para sempre? Queres ser o meu pinguim?

Você é um homem surpreendente. Em consequência disso eu estou presa a ti em pensamentos... o primeiro e o último do dia é  sobre você. Não desse pouco que se deixa saber, pois, como já disse, há coisas que podemos revelar sobre nós que nada diz quem somos em essência, sendo apenas referências muito superficiais e que poderão não ser o que nos chama a atenção de alguém.

O que for necessário saber, tu irás me dizer, e eu não sei desejar saber mais do que isso.

Pensando bem, mais interessante do que segredos, são os mistérios do ser, por serem irreditíveis.

Ele: É curioso e quero que saibas que meu último apagar de ideias e o meu primeiro abrir de pensamentos vão, também, para ti. Depois anseio ler as tuas mensagens nesta escrita feita de virtualidades mas que são a realidade dos nossos diálogos, dos nossos encontros.

Quando alguém se sente aprisionado de alguma coisa, de alguma pessoa, mesmo que apenas esteja materializada numa escrita é sinal que os sentires estão despertos e orientados para quem está do outro lado.

Como a Lua, sempre a Lua, que tem duas faces: a visível e a oculta; sabemos que ela existe mas não a conhecemos e o homem que já foi à Lua não foi lá verificar o que ela nos esconde: por temor? por falta de curiosidade? ou, simplesmente, expectativa e forma sábia de aguardar?

Dos segredos e coscuvilhice da Lua o tempo vai permitindo a descoberta, tal como o embrulho do presente: primeiro retira-se o laço, depois a fita gomada, em seguida o papel de embrulho, lustroso e colorido, a caixa fica a descoberto e, lá no fundo, o ambicionado presente.

ELA: Lindo! Tens a razão ao muito que já foi dito, mas, no fundo, todas as coisas são desnudas, apesar de toda a protecção de que se possam cercar... é o caso da nossa LUA... "sempre a Lua"...

Nós não sabíamos, mas houve alguém que observando (antes mesmo dos pretensiosos americanos irem até lá pôr aquela bandeira cheia de glória, etc e tal, e pouco nos dizer) soube essa dessa verdade de que tudo está diante dos nossos olhos.

Assim não há mistérios sobre essa face oculta da nossa Lua. O que acontece é o movimento do planeta Terra, girando ora em volta do Sol e da Lua, ora girando em volta de si mesmo... Claro que eu sei que tu sabes de tudo o que acabei de dizer... Eu disse para estar aqui a falar contigo.

Solidão... Eu precisaria escrever um bocado para estar a falar desse tema tão presente nos dias de hoje, Mas, por enquanto digo apenas que solidão, solidão mesmo no duro, é quando nos perdemos de nós mesmo e procuramos, em vão, pela nossa alma.

À tarde tentarei encostar o meu tempo ao teu. Um beijo em teu coração.

ELE: Outro.


Sem comentários: