Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 18 de março de 2010

APAIXONADAMENTE DADAS...



Florença é uma cidade plana, passear a pé não se torna cansativo e as bicicletas e as duas rodas motorizadas são presença constante nas suas ruas estreitas.
Mas, para Bella o dia tinha sido muito cansativo. Acabava de deixar, no hotel Villa de Médici, um grupo de japoneses a quem tinha servido de guia. Eram 17 horas. Tinha começado às 9 horas a visita turística que a agência lhe solicitara. Volta a pé pelo centro da cidade, visita à Galleria dell’ Accademia para ver a estátua de David, passagem pelo Battistero de San Giovanni e pelo Duomo de Santa Maria del Fiore, depois a Piazza della Signoria e um atravessar da Ponte Vecchio sobre o Arno. Do outro lado do rio, um autocarro levou aquele grupo a Siena: uma cidade medieval de ruas íngremes que se dirigem, como os raios de uma estrela, para a Piazza del Campo onde decorre, cada 2 de Julho, o festival mais célebre da Toscana – o Pálio de Siena - uma corrida de 17 cavalos em pêlo, à volta da Piazza, representando, cada um, o seu Contrade (distrito). O vencedor ganha um palio (estandarte). Uma hora de almoço que aproveita para descansar daqueles japoneses cansativos. Depois, a visita ao Duomo de Siena e, em seguida, o regresso apressado por causa das horas - é que o horário tinha de ser cumprido ao minuto e a chegada estava mesmo marcada para as 17 horas.
Despedidas feitas, dirige-se para a bicicleta e, num pedalar apressado, atravessa a cidade em ziguezagueares constantes, numa espécie de gincana, para evitar os turistas que ainda enchiam as ruas da cidade. Quando passou por mim os olhos já brilhavam de alegria e o cansaço, que certamente teria quando pegou na bicicleta, deu lugar a um sorriso satisfeito e apaixonado. Giorgio esperava-a ali, um pouco mais à frente, junto à Piazza della Repubblica. Quando voltei a olhar para os dois, já iam longe, de mãos dadas, apaixonadamente dadas…

Sem comentários: