Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

MAR

"De todos os cantos do mundo
Amo com um amor mais forte e mais profundo
Aquela praia extasiada e nua,
Onde me uni ao mar, ao vento e à lua."

Sophia de Mello Breyner Andresen - Obra poética - Mar.

(Google images)

Sabe bem parar o carro e ficar assim, tempos parados, a sentir a quietude da maré vazia, a cheirar o aroma fresco da maresia, trazido por leve brisa, e a olhar o disco amarelo de uma lua plena, límpida e tranquila...



2 comentários:

Carlota Pires Dacosta disse...

Mesmo aqui na seara do meu Alentejo, a lua tem um efeito magnífico.
Beijo

Anónimo disse...

Sabe sempre bem o mar!
Beijinhos
Berta