Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

AS NOZES

Veio-lhe entregar, tímida como sempre, um saquinho com nozes.

Tinha-as apanhado no dia dos Santos. Fora à terra dos pais e não se esqueceu da tradição.

Valia pela intenção, pela tradição, pelo significado. Eram poucas porque o ano tinha sida mau, muitas estariam bichadas, não se admirasse, mas não queria que a tradição dos Santos acabasse.

Antigamente ele costumava receber nozes e avelãs, a jeropiga ou o vinho abafado, até porque o São Martinho não tarda.

Este ano apenas lhe ofereceram aquelas nozes, num saquinho, e algumas delas provavelmente bichadas.

Fruto do tempo, fruto da crise...


2 comentários:

Anónimo disse...

Bravo!
Muito bom. Beijinhos, lola

Anónimo disse...

Mesmo bichadas, ainda revela carinho. É melhor carinho bichado do que carinho nenhum.
Beijinhos
Berta