Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O GATO MALTÊS

Havia uma cantilena, ou lengalenga, sobre um "gato maltês que tocava piano e falava francês" que tinha a seguinte letra:

"Era uma vez
Um gato maltês
Que tocava piano
E falava francês
Queres que te conte outra vez?

Era uma vez
Um gato maltês
Saltou-te às barbas
Não sei que te fez
Queres que te conte outra vez?

Era uma vez
Um gato maltês
Que tocava piano
Falava francês
A dona da casa
Chamava-se Inês
O número da porta era o trinta e três!
Era bonito
E não era mau
E também cantava
Miau, miau, miau..."




(La Valletta - Malta - 12 de Setembro de 2011)

E este, que é um verdadeiro gato maltês, não sei se toca piano ou se fala francês, mas miar mia! Bastante!

Especializou-se em pedir comida, um bocadinho que fosse, com um miar melódico, ritmado e insistente, passeando junto das mesas o seu corpo magro, de costelas bem desenhadas na pelagem branca.

Mas não teve tempo de exibir as suas habilidades de francês e de piano em troca de um pedaço de costeleta de borrego, também maltês (?), ou de uma tira de gordura dum bife suculento.

É que o "garçon" do restaurante não lhe deu qualquer oportunidade... Com um "sape gato lambareiro" - dito em maltês, claro! - e a ameaça de um pontapé, o gato maltês virou costas e aí foi, num caminhar apressado e desengonçado... cantar a lengalenga para outro lado!
(Idem - Idem - Idem, mas apressadamente)

2 comentários:

Anónimo disse...

Fez-me lembrar,o "famoso gato maltês"que tanto me falavam em criança...mas este está muito "maltratadez",o do meu imaginário,era lindo,muito elegante,tocava piano como ninguém e falava, mesmo, francês:-)como o tempo passa...!
Ficam as recordações!
Bjs

Anónimo disse...

Que mundo este... até os gatos sofrem injustiças e prepotências.
Beijos
Berta