Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 6 de agosto de 2011

QUARTO CRESCENTE

A noite veio depressa.

O pôr do Sol avermelhado, a anunciar um dia quente, deixou que os astros da noite começassem a mostrar-se e, mal a luz de fogo do ocaso desapareceu, a Lua começou a reinar na noite.

Por enquanto, meia envergonhada, na sua fase de lua em quarto crescente, a deixar adivinhar, neste seu mostrar adolescente, o esplendor da sua forma, na noite em que aparecer como Lua Cheia.

 

(QUARTO CRESCENTE - NO ALENTEJO -  5/AGOSTO/2011)



jklkj

3 comentários:

Anónimo disse...

O tempo foi à casa do tempo perguntar ao tempo: Quanto tempo o tempo tem? O tempo respondeu: O tempo tem tanto tempo quanto tempo o tempo tem...Assim, a LUA nunca é crescente, minguante, cheia...apenas está, dentro do tempo, quanto tempo o tempo tem.
;)

Anónimo disse...

Parece esferovite. Que linda que ficou. Às vezes, a escuridão e o silêncio escondem mistérios.
Beijos
Berta

Anónimo disse...

Nessa noite a lua deitou-se e piscou o olho para nós todos e você soube captar o instante dessa piscadela.
Linda foto, momento único e de rara beleza.
Até dá para ver as crateras e os mares. Tem Mar da Tranquilidade lá na Lua. Sabe onde é? Gostaria de lá estar agora!
Beijos