Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

ABRAÇO DE AMANHECER

Naquele dia, ele e o Sol acordaram bem dispostos!

Tinha-se levantado cedo, acabou os trabalhos que deixara de véspera, arranjou-se, até fez a barba que tem sempre relutância em fazer e, antes de sair de casa, foi até à janela cumprimentar o dia.
 
Nunca se tinha apercebido o quão perto o Cristo Rei lhe parecia estar, não propriamente a entrar-lhe pela janela mas, mesmo assim, com uma grande sensação de proximidade.
 
Parecia que Ele tinha atravessado o rio e que queria estender o seu abraço daquela manhã ao abraço que ele lhe enviava, daquela janela, no amanhecer de cada dia!

(Lisboa - Agosto de 2011)


3 comentários:

Maria Paz disse...

Gosto desta fotografia.

Anónimo disse...

Um abraço cheio! Um abraço sempre apetecido e emocionado.
Beijos!

Anónimo disse...

As cores de Lisboa!
Beijos
Berta