Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

NOSTALGIA


(De Marvão - Maio de 2010)


"Nostalgia sem nome da paisagem,
Secreto murmurar de cada imagem,
Que na escuridão se ergue e caminha."

Sophia de Mello Breyner - Obra poética

1 comentário:

Anónimo disse...

Não sei se a nostalgia faz doer, se dá vida. A foto está fantástica e Sophia é sempre Sophia...
Beijos

Berta