Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O MAIS QUE PERFEITO

                                         Ah, quem me dera ir-me
                                       Contigo agora
                                         Para um horizonte firme
                                          (Comum, embora...)
                                            Ah, quem me dera ir-me!
(Arraiolos - 10/12/2004)



  Ah, quem me dera amar-te
Sem mais ciúmes
  De alguém em algum lugar
  Que não presumes...
   Ah, quem me dera amar-te!

Ah, quem me dera ver-te
Sempre a meu lado
sem precisar dizer-te
Jamais: cuidado...
Ah, quem me dera ver-te!

Ah, quem me dera ter-te
Como um lugar
Plantado num chão verde
Para eu morar-te
Morar-te até morrer-te!

(Para Viver um Grande Amor - Crónicas e Poemas - Vinicius de Moraes)


2 comentários:

Anónimo disse...

"Morar-te até morrer-te!" só um brasileiro para encher de sentidos as palavras assim. Este poema fez-me chorar. Porque a Beleza também dói!
Beijos e obrigada
Berta

Anónimo disse...

Lindo...ADOREI,e não chorei,simplesmente AMEI!
Beijo.