Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 4 de junho de 2011

REFLEXÃO

Amanhã será dia de eleições.

Hoje é tempo para reflectir.

Para pensar bem naquilo que mais desejamos para o nosso futuro, o ideal utópico de cada um que nunca será realidade.

Talvez seja melhor, por isso, pensar e reflectir sobre aquilo que não queremos... melhor, que não quero. 

E não quero mais ser governado por oportunistas, vigaristas e aldrabões. Não quero mais mentira, arrogância e compadrio. Não quero mais quem levou este país ao descalabro económico, ao crescimento assustador do desemprego e ao fim dos sonhos e aspirações da juventude. Não quero mais aumento de impostos, diminuição de salários e cortes nas reformas. Não quero mais pinóquios, incompetentes e usurpadores. Não quero mais medos, controle da informação e ameaças. Não quero mais parcerias, fundações e institutos que sorvem milhões e não servem para nada. Não quero mais carros de luxo, assessores e nomeações sem nexo.

Não quero mais do mesmo. Não quero mediocridade. Não quero falácias.

Amanhã não sei, ainda, em quem vou votar... mas sei, isso sim, em quem NÃO vou votar!

3 comentários:

Anónimo disse...

Não é um tema "poético", mas no final lembrei-me do Cântico Negro, de José Régio. Sei Que Não Vou Por Aí!

Anónimo disse...

Sinto-me como você, nestas bandas de cá.
bjs
Ana Hertz

Anónimo disse...

Eu SEI BEM em quem vou votar!!!

Bjs