Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 10 de junho de 2011

10 DE JUNHO

Decididamente as cordas vocais estão a parecer-se com determinados movimentos sindicais: programam greve nos momentos em que são mais precisas.

Foi o que aconteceu hoje, ao ter de falar para uma assembleia de mais de 150 pessoas e não ter voz! Das tripas fez-se coração, aplicou-se a técnica do pulmão, e lá foi saindo o que devia ser dito, de forma sub-audível mas compreensível.

A garganta ficou a doer e a voz parou de vez...

Como compensação, e porque hoje ainda é o Dia de Portugal, Dia de Camões e o Dia das Comunidades fez-se um jantar luso-brasileiro onde se bebeu um bom vinho de Portugal, onde se falou de Camões, de Fernando Pessoa, de Eça de Queiroz e de Tormes, de Miguel Torga e de São Martinho de Anta, de Florbela e de Sophia, e se contaram histórias, se falou de política e do rumo que Portugal está a tomar.

Um fim de tarde diferente, entre amigos, à sombra dos nossos poetas e escritores...

Sem comentários: