Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 28 de junho de 2011

MEMÓRIAS

"A memória longínqua de uma pátria
Eterna mas perdida e não sabemos
Se é passado ou futuro onde a perdemos".

Sophia de Mello Breyner Andresen - Obra Poética - No Tempo Dividido - Poemas de Um Livro Destruído - Ed. Caminho.

Tão real, tão actual, tão presente, tão hoje, tão agora...

1 comentário:

Anónimo disse...

Tão, tão verdadeiro, tão sentido...
Berta
Bjs