Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 3 de junho de 2011

CERCI

Esta noite houve um jantar: não de encerramento de campanha política, não de um partido qualquer, muito menos um jantar de correlegionários politiqueiros.

Foi um jantar que reuniu muita gente, novos e velhos, ricos e pobres... uma sala cheia. Muita juventude, muitos casais novos, muitas crianças.

A CERCI de Portalegre, melhor, amigos e entusiastas da CERCI, organizaram o jantar, para comemorar os seus 30 anos de existência, para arranjar fundos de subsistência e, sobretudo, para mostrar que a vida tem muitas oportunidades.

CERCI quer dizer, Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados. 

A CERCI é uma entidade de referência no âmbito da inclusão social, contribuindo para uma melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência, actuando na preservação, sensibilização, promoção de competências, capacidades e desenvolvimento de actividades através do fomento de uma comunidade orientada pelo optimismo, pela motivação e pela não discriminação.

Dignificar, reabilitar e integrar as pessoas portadores de deficiência e multideficiência, têm sido os grandes objectivos das CERCI. E são muitas em todo o País.

O jantar propriamente, a comida em si, foi o menos importante. Porque o jantar valeu a pena para ver o trabalho que tem sido feito na recuperação e na reabilitação daqueles que a frequentam. 

Imaginar e ver pessoas com deficiências, algumas delas profundas, a participarem em danças, em coreografias de palco, em representações... foi comovente.

Vi muitas lágrimas a correram pelo rosto de muitos dos assistentes. Vi a forma entusiástica como foram aplaudidos e vi como elas e eles, actores, intérpretes e heróis desta noite, se empenharam  na actuação e  manifestaram, com entusiasmo, o agrado das palmas.

Neste jantar não houve ódios, não houve maldizeres, não houve intrigas, não houve conversas de bastidor... isso ficou para os jantares de encerramento da campanha política, para aqueles que querem governar (ou governar-se?) em Portugal.

Neste jantar, pelo contrário, houve simpatia, houve solidariedade, houve as pessoas a darem as mãos, houve apoios, houve muita alegria, houve entendimento...

Deveria haver mais jantares destes, com mais gente ainda, com muita gente mesmo, para se entender melhor o valor da vida, para se perceber melhor a solidariedade, para se compreender que a sociedade somos todos: os sãos, os deficientes, os inadaptados, os diminuídos... que somos todos cidadãos do mesmo mundo, todos com os mesmos direitos, mas também com o dever de ajudar e apoiar aqueles que precisam de nós.

Principalmente agora!


2 comentários:

Anónimo disse...

Pelos 30 anos de existência, a minha solidariedade para com a CERCI de Portalegre. Bem hajam. Como posso ajudar??

Anónimo disse...

É assim que se constrói a cidadania.

Bjs