Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

CURIOSO

Curioso como o dia correu com toda a normalidade.

Falou-se do frio, do inverno chuvoso, das gripes, dos sem abrigo que agora passam pior, das obras quase eternas da Duque d'Ávila, do piso enlameado...

Curioso o dia, porque ninguém falou de eleições, da vitória do Cavaco, do sucesso do Nobre, da surpresa do Coelho, da estrondosa derrota do poeta.

Como uma forma de pudor, de compromisso, de satisfação disfarçada, de conforto estável, de um deixar tudo na mesma.

É... foi curioso, o dia.

Sem comentários: