Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 3 de março de 2012

O VINHO DO PORTO

A tarde de sol convidava, depois de um passeio pela cidade, a tomar um vinho do Porto na sua casa mais nobre: o Solar do Vinho do Porto. Que local mais apropriado para beber à saúde dos amigos e da cidade que tão bem sabe acolher os seus visitantes?

No centro da cidade, no meio de ruas estreitas e de casario, a fazer anfiteatro para o rio, a descoberta de um palacete do século XIX, com jardins encantadores, ainda por cima com o cenário extraordinário do rio e da sua foz iluminada por um sol de poente, bem na direcção da ponte da Arrábida, deixa deslumbrado qualquer visitante.


Assim, com um cenário destes tão bem montado - o verde do jardim, o pôr do sol a dourar o mar, o rio, a ponte e o casario, e o vermelho-rubi do vinho, numa trilogia de cores a lembrar a nacionalidade da nossa bandeira - tudo fazia a combinação perfeita, aliada ao silêncio discreto do local, para que o Vinho do Porto ainda soubesse melhor... 

E já se imaginava ali, numa daquelas mesas da esplanada debruçada sobre o rio, a beber um LBV de provecta idade, com os amigos, e a assistir ao espectáculo do pôr do sol lá longe, no mar!

Esqueceu-se que o Porto também é Portugal!

Mas a folha A4 bem escarrapachada na porta de madeira na entrada no Solar: "FECHADO POR TEMPO INDETERMINADO", fê-lo voltar à realidade.

Um país a fechar-se cada vez mais e a obrigar o comércio a fechar, também, as suas portas!




1 comentário:

Anónimo disse...

Mas que sorte poder andar por esses lugares! Bem podia ter-me levado na bagagem...

Beijos
Berta