Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A NEVE

Desta vez, a brancura da neve e o seu encanto, transformou-se numa angústia e num pesadelo a impedir voos, a atrasar regressos, a dificultar o Natal.

A lembrar a nuvem negra do vulcão islandês.

A natureza, mais uma vez, a afirmar que nada somos, e nada podemos.

É o homem a querer pôr e Deus a dispôr.

Sem comentários: