Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 15 de maio de 2012

ENCONTROS

Parecia um encontro de bonecos de palha, uma reunião sindical de protesto contra as horas, os dias, as semanas, os meses de trabalho em que ficavam, imóveis, seja no meio do milheiral, ou do campo de searas, ou no meio da horta ou do pomar, vestidos de forma ridícula, com roupa velha e esburacada, de chapéu na cabeça e de braços abertos, como se fossem um Cristo travestido de palhaço.

E a verdade é que com coisas sérias e sagradas não se brinca e, por esse e por outros motivos, resolveram fazer uma RGE - Reunião Geral de Espantalhos.

Para que o acontecimento tivesse mais impacto, fosse mais visível e mais mediático resolveram despir as roupas usadas e gastas, tirar os chapéus de aba larga a desmancharem-se de velhos e sair da cruz onde os plantaram. 

E foi, naquela leira não cultivada, que se reuniram, criaram grupos de trabalho, discutiram as ideias, apresentaram propostas, que devem ter posto a votação, deixando-se, depois, ficar em conversas de silêncios, em movimentações estáticas, num convívio de aparências...


(do autor - medas no Minho)



... e ainda lá estariam, não fora a máquina de enfardar, que entretanto chegou, e que pegou naquelas medas de palha, uma a uma, e as engoliu na voragem do seu mecanismo transformando-as em vulgares fardos de palha!


.


3 comentários:

Carlota Pires Dacosta disse...

Fantástica a foto e o texto que a acompanham.
Beijo

Luisa disse...

Tantas e tantas vezes somos engolidos por máquinas que nos calam. Seremos espantalhos?

Beijos
LM

Anónimo disse...

Não sei o que mais me encantou: a foto ou o texto! Beijinhos, lola