Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 2 de maio de 2012

CAMINHOS

Qualquer caminho leva a toda a parte
Qualquer caminho
Em qualquer ponto seu em dois se parte
E um leva aonde indica a estrada
Outro é sozinho.
Um leva ao fim da mera estrada. Pára
Onde acabou.
Outra é abstracta margem
.....
No inútil desfilar das sensações
Chamado a vida.
No cambalear coerente de visões
Do [...]
Ah! os caminhos estão todos em mim.
Qualquer distância ou direcção, ou fim
Pertence-me, sou eu. O resto é a parte
De mim que chamo o mundo exterior.
Mas o caminho Deus eis se biparte
Em o que eu sou e o alheio a mim
[...]

Fernando Pessoa - Inéditos - Qualquer caminho leva a toda a parte - 1921.


(do autor - Monsaraz)


.


2 comentários:

Luisa disse...

Caminhos. Partidas e chegadas, percursos. A vida, afinal.

Beijos
Luísa

Anónimo disse...

Lindo! Lindo! Obrigada pelo envio. Beijinhos, lola