Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 10 de abril de 2012

ASAS LEVES

LANGUIDEZ

Fecho as pálpebras roxas, quase pretas,
Que poisam sobre duas violetas,
Asas leves cansadas de voar...

E a minha boca tem uns beijos mudos...
E as minhas mãos, uns pálidos veludos,
Traçam gestos de sonho pelo ar...



(do autor - em Ghent - 2011)


Languidez - de Florbela Espanca

3 comentários:

Anónimo disse...

"Tu és, talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavemente…
Talvez sejas a alma, a alma doente
D’alguém que quis amar e nunca amou!

Toda a noite choraste… e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!

Contaste tanta coisa à noite calma,
Que eu pensei que tu eras a minh’alma
Que chorasse perdida em tua voz!"

In Livros de mágoas-Florbela

Mil beijos

Anónimo disse...

Florbela. Uma mulher tão infeliz e tão fantástica. Nunca é fácil ser-se mulher...

Beijos
Berta

Sandra Subtil disse...

Adoro Florbela.
esta foto está linda!