Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 7 de abril de 2012

ALELUIA

Quando ali chegou já lá estavam dois, em cima do muro, de passos irrequietos, saltitantes. De vez em quando paravam, tornavam-se estáticos, mas por muito pouco tempo, e, de novo, voltavam àquele saltitar em dueto..

Passaram, assim, uma parte daquele tempo juntos nos saltitos e em trinados dialogantes, em canto de pássaros que ele não entendia.

(do autor - Porto Pim -Faial)
A pouco e pouco outros pássaros foram chegando e, à medida que iam poisando em cima do parapeito da amurada que dava sobre o mar, os pios, os chilreios, os gorjeios iam dominando o silêncio daquela baía cheia de sol, como se aquela assembleia de pássaros, em musicalidades cruzadas, numa harmonia de sons, mais parecesse um orfeão a cantar Aleluias ao dia e ao sol que enchia de calor e de cor aquele lugar!


2 comentários:

MJ FALCÃO disse...

Que linda foto! Os passarinhos nem parecem de verdade! São? Boa Páscoa!

Anónimo disse...

Incrível a imagem. Mas os Açores são mesmo assim: imprevisíveis!

Beijos
Berta