Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 22 de abril de 2012

AS CAMÉLIAS

"Era uma vez um jardim maravilhoso, cheio de grandes tílias, bétulas, carvalhos, magnólias e plátanos.

Havia nele roseirais, jardins de buxo e pomares. E ruas muito compridas, entre muros de camélias talhadas.

E havia nele uma estufa cheia de avencas... "

Sophia de Mello Breyner Andresen - O Rapaz de Bronze  (conto).


(do autor - São Bento)


"E foi no tempo das últimas camélias (vermelhas, pesadas e largas) que nasceu o seu primeiro filho."

Sophia de Mello Breyner Andresen - Saga (conto).


.

1 comentário:

Luisa disse...

São lindas as camélias. E tão frágeis!
Beijos
Luísa