Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 20 de junho de 2010

O VERÃO

Entra-nos pelo calendário a renovar mais um ciclo da vida terrestre, a significar calor, férias e praia.
É o costume para a grande maioria das pessoas, ou melhor, costumava ser. Eram chamadas as férias grandes.

Antigamente as férias grandes implicavam quase sempre um mês  na praia, depois um mês, ou mais, no campo, geralmente em casa dos avós e, se o tempo sobrava, esse período podia ser prolongado.
As aulas acabavam em Junho e  recomeçavam em Outubro, eram, mesmo, umas grandes férias e umas boas as férias de verão.

Claro que agora já não é assim. Houve mudanças, adaptações escolares e, sobretudo, sócio-económicas.

A vida alterou-se, o dinheiro não sobra, as férias diminuem, e tanto a Costa da Caparica, como a linha do Estoril são, agora, o garante da praia de muita gente. Não se aluga casa,  usam-se os transportes públicos, comem-se umas sanduiches, umas cervejas e uns tremoços e fica feita a festa.

Tudo se modifica e adapta e, com as novas expressões associadas à tecnologia qualquer dia até o nome desaparece e as férias passam a chamar-se "período de afastamento anual da actividade produtiva dos trabalhadores".

Aconteça o que acontecer eu não vou prescindir das minhas férias!

1 comentário:

Anónimo disse...

Tenho trabalhado muito ultimamente. Enquanto aí é verão, aqui é inverno,mas um inverno que para voces não assusta.
Ainda falta um mês para minhas férias,era em abril,eu estava toda contente porque ia a Portugal,mas quem trabalha com gente sabe que as vezes o outro é mais importante que nós. Quem sabe ano que vem...