Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 21 de janeiro de 2012

PEDITÓRIO

Fiquei constrangido com as dificuldades do nosso Presidente da República em conseguir sobreviver com as reformas de miséria que lhe são pagas actualmente.

Pelo menos são três: uma de Professor Universitário, outra de antigo colaborador da Fundação Calouste Gulbenkian e, outra ainda, de antigo "trabalhador" do Banco de Portugal. Claro que a Maria também deve ter reformas mas, mesmo assim, a soma disto tudo não chega para lhe pagar as despesas do dia a dia. 

Devem ser imensas as dificuldades: o arrendamento mensal do Palácio da Presidência, onde agora vive, a criadagem toda, os seguranças, os fatos, as gravatas, os carros de luxo e a gasolina para os mover, as despesas de representação... De facto, não sei quanto é que tudo isto soma ao fim do mês, mas a verdade é que não é com uma declaração de rendimentos de cento e quarenta e tal mil euros por ano que ele consegue sobreviver.

(do Blog "A Devida Comédia" com a divina vénia)

Acho que devíamos fazer um peditório mensal, para ajudar o nosso Presidente. Afinal ninguém quer que o nosso Cavaco vista um fato coçado, se desloque em transportes públicos, ande com as solas dos sapatos meio esburacadas, ou lhe vão levar ao Palácio a sopa dos pobres.

Estamos pobres mas somos dignos e, porque estamos orgulhosos dos nossos representantes, não queremos vê-los a passar dificuldades. Não podemos tolerar tal miseribilismo, nem tal constrangimento!

Vamos começar a juntar os tostões (desculpem, os cêntimos) e vamos enviá-los ao Cavaco.

Só fico à espera que ele me envie o NIB da conta bancária para poder depositar, mensalmente, o meu óbulo.

Tecnologia "oblige"!

4 comentários:

Anónimo disse...

A minha mãe,trabalhou uma vida inteira,mais do que devia,mais do que podia,para agora ter uma miserável reforma de pouco mais de 300 euros,haja decência...!E ainda diz ele,que a sua Maria depende dele tadinha,olhe,se não der para fazer compras nas lojas de marca,vá aos chineses.(ao que havia-mos de chegar!!!Até me sinto ofendida...!
Beijos.

Anónimo disse...

Muito bem! Gostei. Um abração do

F. Filipe

Anónimo disse...

Eu não quero contribuir!!

Beijos
Berta

Anónimo disse...

Eu não quero contribuir! Para esse peditório estou farta de dar...

Beijos
Berta