Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

GAIVOTAS EM TERRA...

Hoje a cidade acordou cheia delas. Umas no seu voo quase circular, outras fazendo oitos alongados, aproveitando a força do vento que as vai empurrando para cima e descansando, assim, do bater de asas, outras, ainda, poisadas no topo das chaminés ou na beirada dos prédios altos a observar, curiosas, o que se vai passando lá por baixo.

(foto do autor)

O céu escuro, do lado do mar, com as suas nuvens grossas, enroladas e a movimentarem-se com alguma rapidez, prenuncia tempestade.

E, se há tempestade no mar... as gaivotas vieram para terra e aproveitaram a manhã tranquila nesta cidade onde o sol, do lado nascente se mostra no seu esplendor e as nuvens escuras, do lado poente, do lado do mar, causam espanto e algum temor.

Um acordar de uma cidade ainda a despertar para o Ano Novo, para o Ano ainda criança...




2 comentários:

Carlota Pires Dacosta disse...

Um despertar que por aqui começou lindo. Nevoeiro, chuva e frio, nada como um tempo mágico para começar o ano e de volta ao trabalho.
beijo

Anónimo disse...

Acho sempre mágico o grasnar das gaivotas. É mais um encanto da cidade de Lisboa.

Beijos
Berta