Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

DENTISTAS DO BEM

Vieram do Brasil e são, ao todo, 280 médicos dentistas que, sem cobrar nada em troca, têm transformado a boca de muitas crianças e jovens portugueses. A sua missão é cuidar da saúde oral das crianças que mais precisam. E tudo com base no trabalho voluntário. O mentor desta ideia é o dentista brasileiro Fábio Bibancos.

Nasceram há oito anos, no Brasil, e são já 11 mil voluntários espalhados pelo Brasil e outros dez países da América Latina e Portugal.

Já estão em Portugal há ano e meio. Chegaram com os seus conhecimentos na bagagem e a vontade de transformar o sorriso de muitas crianças portuguesas. Já trataram 500!

Dirigem-se às escolas públicas, onde fazem uma avaliação do que se passa na boca dos mais jovens. Depois, a escolha recai sobre os que mais precisam, mas também os que estão mais próximos do primeiro emprego, ou seja, os mais velhos. 



"Muitas destas crianças nunca receberam uma correcta orientação de como devem escovar e cuidar dos dentes".

"As doenças orais – como a cárie, a gengivite e os problemas ortodônticos – são um grande problema de saúde pública em Portugal. Dados estatísticos do sector apontam que 90% da população do país apresenta cárie e outras patologias bucais.  Cerca de 80% não tem acesso ao tratamento dentário. Aproximadamente 60% dos jovens até aos 14 anos de idade nunca foram ao dentista e, com apenas 12 anos de idade, um jovem português tem 50% dos dentes comprometidos."

De acordo com estudos, embora 99% das crianças entre oito e 16 anos apresentem problemas dentários graves como sintomas de infecção, dor ou sensibilidade, somente 50% desse número passa por consulta e tratamento dentário.
Para tentar colmatar esta lacuna seguem as crianças e adolescentes até aos 18 anos. Trabalho que nem sempre é fácil e que é feito, apenas, a troco da satisfação pessoal.

Para que o projecto atinja os seus objectivos são precisos mais médicos para conseguir aumentar a rede de voluntários e, assim, atender mais crianças.

Muitos médicos dentistas portugueses já aderiram a este projecto de bem que conta com o apoio da Fundação EDP e é o maior projecto de voluntariado do mundo que transforma energia em milhares de sorrisos.

Porque nem tudo é mau!


3 comentários:

Carlota Pires Dacosta disse...

Fala-se e muito da saúde oral, mas para quando consultas de dentistas a preços decentes para qualquer pessoa aderir?? Ou até mesmo consulta no centro de saúde ou hospital??
Fala-se do "medo" do dentista, mas principalmente o "medo" é da conta no final.
beijo

Anónimo disse...

É tranquilizante saber que ainda há pessoas altruístas e solidárias. Ajuda a encarar o quotidiano cruel.
Beijos
Berta

clinicadomarques disse...

É sempre tocante e comovente ver como médicos dentistas em Portugal e em outros países se preocupam com o bem estar das pessoas, incluíndo crianças. É bom saber que não é só o dinheiro das consultas que os move.