Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 18 de outubro de 2011

DEZ ANOS

Não se encontravam fazia uns dez anos.

Tinham tido uma boa relação profissional, de dia a dia, feita nas enfermarias do hospital, feita de noites de trabalho no serviço de urgência,  e foram criando, ao longo dos anos de trabalho, uma amizade sã. 

Desde que se separaram por motivos profissionais mantiveram, de forma muito irregular, contacto telefónico, fosse por causa de um doente, fosse por motivo de um aniversário, fosse só por quererem saber um do outro...  Nunca mais se tinham visto!

Passaram-se uns dez anos e, agora, voltaram a encontrar-se, num café, à volta de uma bica, de novo por motivos profissionais!

Dez anos como se quase nada se tivesse passado, como se fosse o quotidiano encontro matinal para tomar a bica no bar do hospital, como se fosse um dia igual a um outro qualquer de há uns bons anos atrás, como se esses 10 anos se tivessem evaporado, como se, ao se olharem, tivessem esquecido ou ignorado as rugas do tempo no rosto, as gorduras da barriga e das ancas e os cabelos brancos que, entretanto, foram aparecendo.

Voltaram a encontrar-se porque vão voltar a trabalhar juntos de novo. Foi como se a vida profissional se tivesse encurtado dez anos, e os velhos hábitos de rotina retomassem o seu ritmo habitual...



1 comentário:

Anónimo disse...

Hummm... Cheira-me a história de amor a recuperar! Será assim Sr. Dr?
Beijos
Berta