Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

DE VOLTA

Saiu a meio da tarde.

O carro foi-se afastando lentamente deixando, atrás de si, uma faixa negra de luto, como se a fosse desenrolando à medida que se ia deslocando.



Partiu com destino, mas sem data de regresso...

Foi numa viagem de ida.

E agora, quando será a de volta?


2 comentários:

Anónimo disse...

Há idas qeu necessárias à volta. Sem partida, não há chegadas. As vidas fazem-se de viagens, umas mais dolorosas qeu outras, mas há possbilidades em cada cruzamento. Não acha?

Beijos
Berta

Anónimo disse...

"Viajar, perder países!" Fernando Pessoa à procura do seu eu. Há sempre retorno!!
Bom domingo
Beijinhos
Berta