Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 29 de junho de 2013

MÃE OU AVÓ


(DO AUTOR - AMOR DE MÃE - CASTELO DE VIDE)

"Mãe... São três letras apenas
As desse nome bendito:
Também o Céu tem três letras...
E nelas cabe o infinito.
Para louvar nossa mãe,
Todo o bem que se disse
Nunca há-de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer...
Palavra tão pequenina,
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do Céu
e apenas menos que Deus!"

Mário Quintana - Mãe

Curioso como, também, a Avó tem três letras, tantas como o Céu, e, quantas vezes à distância, dá amor tão infinito, como o da Mãe, e apenas menos um bocadinho do que Deus!



(DO AUTOR - UMA AVÓ A SONHAR OS NETOS  - CASTELO DE VIDE))







4 comentários:

Anónimo disse...

Linda comparação!
Ana Hertz

Anónimo disse...

Muito bonito!
Luísa Romão

Anónimo disse...

Que bonito e que verdade.
Helena Restani Ferreira

Anónimo disse...

Não gosto deste poema. Mas a foto é linda!

Ana Lacerda