Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 26 de junho de 2013

INSINUANTE LUAR


O dia tinha sido anormalmente quente e o convite para jantar, junto ao Tejo, ao ar livre, era uma tentação...
 
Àquela hora corria uma aragem ainda quente, mas, apesar de tudo, perfeitamente suportável...
 
Tinha levado uma camisola de algodão, não fosse o vento fresco da beira-rio arrefecer demasiado o ambiente. Nunca se esquecia das duas máximas que a vida lhe foi ensinando: "o mar é sempre frio, húmido e salgado" e "junto ao rio, à noite, é húmido e faz frio".
 
Só que, desta vez, o rio não trouxe aquele fresco que estava à espera e a noite manteve-se quente, a lembrar as noites de verão de há muitos anos...
 
Há dois ou três dias tinha sido lua cheia... A lua que sempre surpreende e encanta...
 
Só que, desta vez, surpreendeu de forma especial: insinuou-se entre a Torre de Belém e o Cristo-Rei e lá foi subindo, como um balão de São João e pôs-se a brincar com o Cristo...
 
Insinuante e divertido luar!
 
 

(DO AUTOR - A LUA VERMELHA A NASCER SOBRE O TEJO ENTRE O CRISTO-REI E A TORRE DE BELÉM)

 


(DO AUTOR - A LUA E O CRISTO-REI, BRINCANDO)
 

 
 
 
 
 
 

8 comentários:

Anónimo disse...

Só um fotógrafo atento, com sentido de oportunidade e pleno de bom gosto, consegue tão espectacular foto.
Maria Luísa Silva

Anónimo disse...

Já não é a 1ª vez que o Raul me extasia com fotos tiradas ao pé de mim, de coisas que eu não vejo. Fico muito frustrada.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Maravilhoso! Beijos!
Tatá Pires

Anónimo disse...

Só olhar de poeta para partilhar tanta beleza!
Isabel Teresa Palha

Anónimo disse...

Lindo!
Ana Gamas

Anónimo disse...

A segunda foto ainda é mais fabulosa que a anterior.
Ivone Oliveira.

Anónimo disse...

Parabéns Sr.Prof Dr pelo seu sentido apurado para a beleza natural,gostei,
Cris Neves

Anónimo disse...

Só um UM GRANDE FOTOGRAFO pode ter a sensibilidade para tirar esta maravilhosa foto. Parabéns.
Maria de Lourdes Silva