Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 5 de fevereiro de 2012

O CAPUCCINO

Chegaram, quase, ao mesmo tempo! 

Um encontro feito de dias de ausência, um encontro quase inesperado, mas um encontro imensamente ansiado!

Ela com um mundo de coisas para contar, com um desejo imenso de o ver, e ele com necessidade de a abraçar, de a escutar, de a olhar.

Ela pediu, determinada, um Capuccino, ele hesitou entre um café cheio e um chá. Decidiu-se pelo chá verde, de menta.

O tempo curto não deixou lugar para muitas coisas, mas foi suficiente para se olharem, para falarem, para se escutarem, para darem as mãos... 

Naquele fim de tarde, gelado, o Capuccino quente e o chá verde de menta, a fumegar, foram um bom motivo para um encontro em que os dois aqueceram a alma e o coração!


2 comentários:

Anónimo disse...

É taõ bom quando as partilhas acontecem neste tempo de vazios. Que sorte a desse casal!

Beijos
Berta

Carlota Pires Dacosta disse...

Prefiro o chá verde de menta.
Beijo