Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

SOLIDÃO


"Estás só. Ninguém o sabe. Cala e finge.
Mas finge sem fingimento.
Nada 'speres que em ti já não exista,
Cada um consigo é triste.
Tens sol se há sol, ramos se ramos buscas,
Sorte se a sorte é dada."

Ricardo Reis, in "Odes" - Estás Só.





(DO AUTOR - SOLITÁRIO - VILA FRANCA DO CAMPO - ILHA DE SÃO MIGUEL - AÇORES)



.

1 comentário:

Anónimo disse...

Quantas vezes se finge, para ocultar a solidão... A linguagem poética retrata, muitas vezes, a realidade da Vida...
Maria Luísa Silva