Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

O PERÚ


Tem sido engordado com bolota, milho e quase tudo o que o campo dá. Anda por ali, meio à solta, naquele terreno quase selvagem, apenas limitado pela cerca que impede a vinda da raposa que vive nas cercanias! Nunca comeu ração!

Bem constituído, gordo mesmo, com a penagem  luzidia de saudável, estufa as penas da cauda e do corpo, avermelhando e inchando a barbela, quando as peruas do seu harém estão por perto, exibindo-se tolamente diante delas como um rei, um paxá ou um califa!..

Mas a sua hora está quase chegando e este rei, daqui por uns dias, já faltam poucos, irá ser destronado, afastado das suas concubinas, para o cumprimento de um destino final e, ao mesmo tempo, triunfal: bem assado, bem trinchado, de pele estaladiça, recheado dos seus próprios miúdos e colocado numa travessa no meio da mesa de Natal a receber os brindes e os aplausos gulosos dos convivas sentados à sua volta!


(DO AUTOR - O PERÚ DE NATAL)
.

6 comentários:

Anónimo disse...

Mesmo assim tradição é tradição .... deixo o perú descansado e voto no bacalhau.

Ana Gamas

Anónimo disse...

Tadinho do peru! Bjs

Rita Rosário

Anónimo disse...

Pobre peru! E com tantas viúvas a chorarem a sua perda!!!
Maria Luísa Silva

Anónimo disse...

Natal e Thanksgiving... pesadelos para ele!
Ana Hertz

Anónimo disse...

Também voto no bacalhau. Não aprecio perú!
Mas lembro-me,com saudade,quando era criança ver o perú a ser embebedado.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Em casa também se come o perú, do mesmo modo. Abraço e feliz Natal!
J.M.A.S.