Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

FIM DA TARDE



E foi, naquele fim de tarde de outono, com o sol já escondido por detrás do morro baixo, mas a libertar ainda uma luminosidade suave e morna, que descobriu, por entre os juncos verdes, junto à margem, aquela ave, solitária, que ali estava de passagem...



(DO AUTOR - O FIM DA TARDE  






.

1 comentário:

Anónimo disse...

Uma interessante surpresa que o fim de tarde lhe deixou.
Maria Luísa Silva