Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

ALINHADOS



Serenos, aguardam
o chegar da maré.
Assim, alinhados, 
os barcos repousam...

No tempo qu'esperam
escutam,  ao longe,
a voz das sereias
que tarde delongam...

Seus cantos doridos
mistérios calados,
vividos, sofridos,
pr'a sempre adiados.

Serenos e quedos,
estão alinhados,
ouvindo segredos, 
inimaginados...



(DO AUTOR - ALINHADOS ESPERAM, O CHEGAR DA MARÉ)




.

2 comentários:

Anónimo disse...

É vero.
Cecília Castro

Anónimo disse...

Que uma boa maré os leve e os retorne a bom porto de abrigo...
Maria Luísa Silva