Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 27 de outubro de 2012

SE DESTE OUTONO



"Se deste outono uma folha,
apenas uma, se desprendesse
da sua cabeleira ruiva,
sonolenta,
e sobre ela a mão
com o azul do ar escrevesse
um nome, somente um nome,
seria o mais aéreo de quantos tem a terra,
a terra quente e tão avara
de alegria."

Eugénio de Andrade, in Obra Poética - Se Deste Outono...



(DO AUTOR - AS CORES DO OUTONO A ENCHEREM A PAISAGEM DE NOSTALGIA - SERRA DE SÃO MAMEDE)




.

1 comentário:

MJ FALCÃO disse...

Lindos tons! Vou já roubar a imagem! O Outono é único...
Um abraço amigo