Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 27 de maio de 2011

TARDE LIVRE

Aproveitou a tarde livre e foi passear. 

Meteu-se na moto e partiu, sem destino, mas com um fito: ir para perto do mar.

Atravessou a ponte e seguiu rumo a sul à espera de encontrar um destino que lhe agradasse... Caparica, Sesimbra, Arrábida, Tróia... e COMPORTA... a surgir nos painéis indicativos de saída da auto-estrada: a uma distância curta para aquela moto, um quase puro sangue, que acabara de comprar.

Atravessou pinhais, percorreu compridas rectas, e lá chegou!

A praia, quase deserta, um areal imenso a perder-se de vista.

Um banho rápido naquele oceano másculo, de ondas grandes e fartas, o primeiro da época, um secar ao sol, que começava agora a inclinar-se olhando o horizonte, e uma bebida na esplanada do bar da praia.

(O mar - Maio de 2011)

E ali se deixou ficar, de caipirinha na mão, olhando o mar, o sol, as dunas douradas... a descansar a mente, a esquecer desagrados, a retemperar forças e carregar baterias, a pôr os sonhos em ordem... 




2 comentários:

Anónimo disse...

"ir para perto do Mar"...mas noutro meio de transporte...caminhando,lentamente...

Anónimo disse...

Porque não me convidou?! Adoraria partilhar essa experiência...

Beijos