Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 12 de maio de 2011

A AVENIDA GANHOU POESIA

Agora é bom passear na avenida nova, arranjada de fresco, com espaços para andar, para passear, para correr, com pistas para ciclistas, com mais árvores novas a despontar (Jacarandás?), com bancos para sentar, para conversar, namorar ou, simplesmente, para se estar.

(Av. Duque de Ávila - Frente ao Arco do Cego)
  
Faltam agora as pessoas e as esplanadas para encherem esta avenida de nova vida, de muita alegria e, sobretudo, de mais poesia!

3 comentários:

Anónimo disse...

Tem razao, Raul... sem pessoas, nao ha poesia... Nao lembro quem disse
que o mundo nao e feito de atomos, mas de historias.
bjs
anahertz

BLOGGETROTTER disse...

Quem o disse foi o escritor uruguaio, Eduardo Galeano - a referir-se a uma escritora americana, Muriel Rukeyser - numa entrevista que está no You Tube.

Vai aqui a parte que interessa:
"Existe uma poeta norte-americana, uma mulher, que morreu faz alguns anos, e se chamava Muriel Rukeyser. Ela disse uma frase que, para mim, sempre me pareceu esplêndida, disse: “Tá, tá bem, isso que o mundo é feito de átomos… O mundo não está feito de átomos, o mundo está feito de histórias”, disse ela. E eu acredito que sim, o mundo deve estar feito de histórias, porque são as histórias que a gente conta, que a gente escuta, recria, multiplica, as histórias são as que permitem transformar, o passado em presente. E que, também, permitem transformar o distante em próximo, o que está distante em algo próximo, possível e visível."

Anónimo disse...

A cidade a renovar-se! Finalmente...