Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 23 de novembro de 2013

VESTIDA DE OUTONO



Ao vestir-se de Outono a árvore foi-se despindo, lentamente, das folhas que a cobriam... 

Agora, esqueleto de ramos e de agulhas compridas, aguarda, serena, os frios do Inverno, feitos de vento, de gelo e de neve...

(DO AUTOR - VESTIDA DE OUTONO)

5 comentários:

Anónimo disse...

A foto está muito bonita, Raul!Outono e inverno são assim, tristes, mesmo...
Vera Menna Barreto

Anónimo disse...

Que lindo...bem poderiam ser as vinhas... bj grande
Maria João Almeida

Anónimo disse...

É só o que me entristece no Outono, árvores sem folhas. Mesmo assim, haverá estação do ano mais maravilhosa? Não há.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Arrepia. Rima com o gelo que me invade.

Ana Lacerda

MJ FALCÃO disse...

É triste o Outono, é nostálgico, parece que o próprio corpo nos quer abandonar, sem forças... Quantos poetas morreram no Outono? Tantos, tantos!
Mas é belo... E nós perdoamos-lhe por isso...
Abraço!