Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

NAQUELE FIM DE TARDE...



Naquele fim de tarde em que o calor sufocante do dia se foi transformando numa brisa amena, as cores do céu foram passando do azul intenso ao rosa suave, o ambiente se foi enchendo de silêncios que iam abafando os ruídos incómodos e o sol se escondeu por detrás dos montes distantes... soube bem estar ali, a deixar que a noite acontecesse!  


(DO AUTOR - FIM DE TARDE EM MARVÃO)

8 comentários:

Anónimo disse...

Fantástico poder sentar-se sobre o mundo!

Ana Lacerda

Anónimo disse...

Belas cores! Um calmante...
Ana Saraiva

Anónimo disse...

Lindo, primo poeta!
Maria João Pinto Carvalho

Anónimo disse...

Lindo
Maria de Lourdes Silva

Anónimo disse...

Parabéns Raul .Nunca me passou pela cabeça,por aquilo que me era passado por terceiros,uma vez que quando nos conhecemos éramos crianças,que tivesse uma tão grande sensibilidade e a transmitisse de tantas formas.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Parabéns Raul .Nunca me passou pela cabeça,por aquilo que me era passado por terceiros,uma vez que quando nos conhecemos éramos crianças,que tivesse uma tão grande sensibilidade e a transmitisse de tantas formas.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Marvão.....mágica....
Cristina Torres

Anónimo disse...

Linda foto, num aproveitamento máximo do local e da hora. Lindo o contraste entre o escuro das penedias e as cores esmaecidas, mas ainda belas, do horizonte distante, quase sem fim...
Maria Luísa Silva