Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 16 de abril de 2013

GERAÇÕES


Nos humanos, as gerações demoram o seu tempo a aparecer. Podem coexistir duas, três, quatro, cinco ou mesmo seis, simultaneamente... dos avós, pais, filhos, aos netos, bisnetos, trinetos...

Mas, para que cada geração apareça é preciso um intervalo de 15 anos, no mínimo, ou por aí... E é bom ver, na mesma casa, na casa dos avós velhinhos, toda uma safra de descendentes da mesma cepa... 

Costuma ser assim, no Natal, na Páscoa, na ocasião de um aniversário importante, ou nas férias grandes de verão... Todos, debaixo do mesmo tecto, mas juntos, juntos, só quando sentados na mesma mesa, na hora da refeição... velhos e novos, graúdos e pequenos, convivendo...

Como no galho de uma árvore, agora, na primavera que desponta... cheio de folhas que nascem, meio esbranquiçadas, de outras, verdes, cheias de viço, até às bem vermelhas, no fim de vida, próximas do adeus que se aproxima... as mesmas gerações, no mesmo ramo, dos rebentos brancos às folhas que vão fenecendo, num vermelho de sangue...


(DO AUTOR - GERAÇÕES DE FOLHAS NO MESMO GALHO)














2 comentários:

Anónimo disse...

Na minha família está quase,quase a acontecer a 5ª geração.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Eu vou na 4ª geração.
Maria de Lourdes Silva