Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, 4 de maio de 2013

AZÁFAMA



Anda tudo numa azáfama!
 
As flores abrem-se, exibem as suas cores, exalam os aromas e os insectos, as abelhas e parecidos, andam numa azáfama a recolher o néctar, a encherem-se de pólen, levando-o a outras flores, a fim de perpetuarem o fenómeno da procriação...
 
Um fenómeno de interajuda entre o reino vegetal e o reino  animal... Um exemplo, bem ilustrativo, de como a Natureza é feita de coisas simples, de simbioses, de dás e de recebes, de tomas lá e dás cá...
 
Porque será que os homens não aprendem com estes exemplos? Porque será que há uns que olham para as flores e querem ficar donos de elas todas? E outros que apenas olham para o mel e querem-no só para eles?
 
Um mundo em que já quase não há meio termo, um mundo em que, cada vez, há menos pessoas que se sentam na beira de um muro a apreciar os milagres da Natureza!
 
(DO AUTOR - A AZÁFAMA DA PRIMAVERA!)
 
 
 
 







5 comentários:

Anónimo disse...

Tem razão... poucos observam as maravilhas... A foto, como sempre, está fantástica.
Ana Hertz

Maria João Falcão Lopes Cardoso disse...

É Primavera! Tudo brilha, tudo quer vida! É belo'! Abraço

Anónimo disse...

Parabéns Raul, muito bonito e cheio de razão.
Bjs

Ana Perestrello

Anónimo disse...

Bonito texto.
Helena Restani Ferreira

Anónimo disse...

Lindo texto.
Maria De Lourdes Silva