Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 5 de março de 2013

PLANTINHAS


Aproveitam o sol de inverno para saltarem das juntas daquele velho muro de pedra... 

Um pequeno e frágil caule que emerge e espreita a vida de luz que faz contraste com o escuro de onde veio...

E desse caule, que se vai bifurcando, vão nascendo  pequeninas folhas, de um verde húmido que, rapidamente se abrem em redondo e se pintam de um vermelho intenso e gritante...

Um sinal de cor, um chamar de atenção, um alerta de vida a saudar o renascer de mais um ciclo...

É a natureza a expressar-se e a saudar o sol e a vida... 


(DO AUTOR - FOLHAS VERMELHAS)


.

4 comentários:

Anónimo disse...

São sábias as plantinhas...

Luísa Ramos Carvalho

Anónimo disse...

É engraçado... no sábado calcorreei a estrada entre Alpalhão e o cemitério a ver essas e outras plantinhas... a Primavera está aí com a vida a renascer em todas as suas formas...
há alguns segundos · Gosto

Luísa Mourato

Anónimo disse...

Há muito tempo que não dou uma volta pelo campo e ver essas plantinhas. O pior é o anúncio da primavera de que eu não gosto.
Ivone Oliveira

MJ FALCÃO disse...

Como são lindas as florinhas masis simples!
Abraço grande