Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 20 de agosto de 2013

BOCA DE CENA


Vem o fim da tarde, o sol começa a desaparecer para lá do poente e as silhuetas de quem passeia no paredão fazem lembrar personagens de um teatro de sombras chinesas a se cruzarem na boca de cena de um palco imaginário.



(DO AUTOR - PASSEANDO NO PAREDÃO)



Sem comentários: