Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 5 de julho de 2013

METROSIDERO


Tem um nome estranho, veio do longínquo oriente da Nova Zelândia, da Austrália e de outras regiões do Pacífico.
É uma árvore ornamental, de grande porte, que serve de abrigo a muitas aves e protege as zonas cultivadas dos ventos marítimos. Dá-se bem nos climas temperados e nas zonas costeiras e, para além de muito folhosa, de copa larga, tem umas flores vermelhas, lindíssimas e bem vistosas. A madeira é dura (daí o sidero que é ferro em grego) e resistente.
Produz muito néctar e constitui uma verdadeira atracção para as abelhas.
Se apareceu por estas paragens foi porque veio nalguma nau, esquecida ou propositadamente, para ornamentar o jardim de alguém. Cresce lenta mas seguramente e, hoje, é tão comum nestas ilhas, como a árvore do Incenso ou a Criptoméria do Japão.
Quase um ícone, exótico na verdade, destas ilhas da Macaronésia .
(DO AUTOR - UM METROSIDERO QUASE A BEIJAR O MAR NA ILHA TERCEIRA)

1 comentário:

Anónimo disse...

Imponente, sem dúvida.

Rita