Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

PEQUENA FLOR


"Como pequena flor que recebeu uma chuva enorme
E se esforça por sustentar o oscilante cristal das gotas
Na seda frágil, e preservar o perfume que aí dorme,
E vê passarem as leves borboletas livremente,
e ouve cantarem os pássaros acordados sem angústias
E o sol claro do dia às claras estátuas beijando sente
E espera que se desprenda o excessivo, húmido orvalho
Pousado, trémulo, e sabe que talvez o vento
A libertasse, porém a desprenderia do galho
E nesse temor e esperança aguarda o mistério transida
- Assim repleto de acasos e todo coberto de lágrimas
Há um coração nas lânguidas tardes que envolvem a vida."

Cecília Meireles - Pequena Flor




(DO AUTOR - PEQUENA FLOR AZUL NA SERRA DE SÃO MAMEDE)

.

2 comentários:

Anónimo disse...

Gosto muito do texto da Cecília Meireles mas também acho afotografia uma beleza.Obrigada.
Ivone Oliveira

Anónimo disse...

Escritora e fotógrafo fizeram lindos trabalhos...
Ana Hertz