Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

MELRICES



Não tenho galos, nem galinhas, nem nada de bichos que cantem, cacarejem ou façam outro tipo de ruído ou cantoria ao nascer do dia.

Também não preciso de despertador, nem de outro meio mecânico para saber a hora do levantar. Seja pelo relógio biológico, seja pela luz que atravessa a janela do quarto, seja pela melodia dos pássaros que acordam com o alvor dia...

Conforme a época do ano, assim, os despertares são feitos de maneira diferente... agora começaram os melros no seu chilreio próprio, no seu "chórrimmmm", mal a luz do sol começa a iluminar o dia. Um, ou dois, ou três, ou quatro vão saltitando no relvado meio queimado das geadas deste inverno. Vão comendo os insectos pelo chão, bebericando a água que corre pelos tanques, tomando o banho matinal nessa mesma água e sempre, sempre, entoando melodias que nos acordam para o dia!...

Melrices!

(DO AUTOR - O MELRO MATINAL)

.

Sem comentários: